• Fabiana e Juliana

Varejo: 5 atitudes transformadoras



Mais que vender, o varejo é sobre como isso será feito. O comércio precisa se adequar à vida dos clientes e à sua realidade, com zelo pelo quê é comercializado. Este carinho e atenção extra é o que guiará o futuro dos negócios.

Mas como e por que ter atitudes transformadoras dentro do varejo? Descubra no artigo abaixo 5 incríveis atitudes para aplicar ao comércio.

1 – Redes sociais: um plus na vida do público

Além da mídia própria, como site e blog, as redes e mídias sociais são importantes aliadas do varejo. Dentro delas ocorre a interação entre as pessoas e os negócios. É provável que seu cliente esteja dentro de algum desses espaços, e se não está, alguém relacionado diretamente ao seu público está.

Segundo a Cuponation, plataforma de descontos online, as redes sociais mais utilizadas pelos brasileiros são, respectivamente, Instagram, Facebook e YouTube. O Brasil é o terceiro país que mais acessa o Facebook. Relevante, não é mesmo?

Por isso, manter os perfis sociais do negócio atualizados e organizados, responder às dúvidas dos clientes, trabalhar com chatbots (respostas automáticas) e exibir os artigos que o comércio tem são atitudes que ajudam o varejista e aproximam loja e consumidores. Termos como shopstreaming e liveshopping (venda em tempo real através de lives) são as novas tendências no momento que vivemos. A venda é estimulada, inclusive, por cuidado e atenção que o cliente recebe.

2 – Atualizando-se à nova realidade

É necessário admitir que estamos entrando em uma nova realidade de varejo. As pessoas buscam maior facilidade e tranquilidade na aquisição de produtos. A depender do tipo de artigo comercializado, alternativas como delivery podem ser aplicadas ao negócio. Investir em plataformas próprias, como aplicativos, também pode ser pensado.

Além disso, as pessoas buscam um propósito dentro do negócio. A preocupação com a sustentabilidade é um destes propósitos. Verifique se o seu fornecedor atende a requisitos ambientais, certifique-se da origem dos produtos comercializados e garanta isso ao público.

Transparência é a palavra-chave daqui para a frente.

3 – Equipe atenciosa e comprometida

O varejo precisa sempre investir na qualidade das vendas. Se o cliente chegou via internet, já sabe qual produto quer e o quê irá encontrar na loja. Ainda que ele esteja pronto para adquirir algo, é necessário que a equipe esteja preparada para responder a outras dúvidas que ele possa ter, além de dar atenção às suas demandas.

Invista em treinamento constante dos colaboradores, incentive boas práticas de atendimento e interesse real pelo cliente. Isso criará uma boa impressão no público.

O engajamento dos colaboradores, dentro do propósito de marca, com comunicação clara e respeitosa, é um plus para o negócio. Isso engaja o colaborador, fazendo com ele cresça na loja. O dinamismo no atendimento e personalização deste também são essenciais.

4 – Uma opinião é sempre importante

Quem é varejista deve pensar além das vendas. Ter uma comunicação franca com o seu cliente é o ideal. Manter contato, até no pós-vendas, saber a opinião do público e como ajuda-lo, perceber como o seu negócio pode impactar de forma positiva na vida dele...

Seus clientes devem ter suas ideias ouvidas. Não tenha medo de ouvir sugestões e críticas – elas fazem parte do crescimento. Saber escutar e entender o que o seu cliente quer gera evolução pessoal e profissional, e o seu comércio só tem a ganhar com essa atitude.

Promova pesquisas de satisfação, online e off-line, para elencar prioridades e estratégias de mudança. Isso gera um impacto positivo no negócio e em como seu público o vê.

5 – Sentindo-se em casa: a arquitetura comercial

Sentir-se à vontade em um ambiente é transformador. Isso aplica-se aos clientes e aos colaboradores. A arquitetura comercial vem para ajudar neste quesito.

Neste nicho de arquitetura, o ambiente de loja ele é ainda mais importante, ser um espaço que conecte marca com o seu público, este é a sua premissa fundamental. O ambiente de loja é explorado para proporcionar uma experiência de consumo com todos, através da exposição correta de produtos, de espaço confortável e aconchegante e de forma personalizada ao negócio e seu público. Hoje o público está no on-line 100% com isso, seu espaço deverá ser instagramável de forma positiva.

Investir em arquitetura comercial garante que o tempo passado dentro do comércio seja prazeroso, estimulando vendas e conquistando clientes, e a Pulse pode te ajudar nisso! Vamos conversar?

12 visualizações